MOBILIDADE URBANA: A INTEGRAÇÃO ENTRE BICICLETAS E ÔNIBUS

Integração entre Bicicletas e Ônibus | Mobilidade Volvo

Com a crise atual vivenciada na mobilidade urbana, as pessoas estão sofrendo com grandes congestionamentos nas vias e a poluição, o que afeta a qualidade de vida.

Como solução, vem ocorrendo o debate sobre a complementação entre os meios de locomoção para incentivar e facilitar o uso de transportes alternativos ao invés dos carros. Uma das possibilidades já aplicadas é a interação entre bicicletas e veículos de massa, como ônibus, trens e metrôs.
Aqui no Brasil, podemos observar a implementação de medidas de integração nas cidades de Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo.

Em Curitiba, foram instalados “porta-bicicletas” no sistema de transporte público. A estrutura funciona da seguinte maneira: são dois engates posicionados na parte traseira no interior do ônibus, onde as bicicletas ficam presas com ajuda de cintos de segurança. Os equipamentos estão instalados nos biarticulados Volvo da linha Centenário/Campo Comprido, em fase de teste, com o objetivo de identificar pontos de melhoria e avaliação da real demanda. Contudo, ainda não há previsão de data para a oficialização e expansão do uso.

No Rio de Janeiro, o destaque vai para o sistema BRT, que consiste em uma frota de 440 ônibus articulados e teve a inauguração de sua primeira linha, a Transoeste, em 2012. Depois disso, chegou a Transcarioca em 2014, visando atender ao crescimento da demanda de transporte ocasionada pela Copa do Mundo. E mais recentemente (agosto de 2016), entrou em funcionamento a Transolímpica que, inspirada pelo sucesso da Transcarioca, tinha como foco corresponder às necessidades de mobilidade advindas das Olimpíadas.

Já em São Paulo, que conta com uma extensão de 414,5km de ciclovias, o que chama atenção é o volume de ciclistas que embarcam nas linhas de Trem e Metrô, respectivamente, 7.695 por mês e, 1.220 a cada domingo!

Sabemos que as resoluções dedicadas à mobilidade urbana ainda são poucas, porém, junto a cada melhoria, vem o incentivo ao uso de sistemas de transportes variados e consequentemente o aumento de ciclistas e usuários do transporte público.

 

 

 

Este artigo foi produzido com base em pesquisa realizada nos principais canais de informação do mercado de transporte. As afirmações contidas aqui não representam o posicionamento da Volvo.