Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ)

Prêmio Nacional da Qualidade (PNQ) | Mobilidade Volvo

Premiado na 24ª edição do Prêmio Nacional da Qualidade® (PNQ), o Grupo Volvo América Latina faz parte de uma organização global, reconhecida como um dos líderes mundiais em soluções para o transporte e na fabricação de veículos comerciais, com faturamento, só em 2014, de nove bilhões de reais.

Única montadora de veículos a receber o PNQ três vezes, a empresa atua no Brasil há 38 anos e considera a nova conquista mais um dos feitos na sua jornada de busca pela excelência. “Receber o PNQ pela terceira vez soa, para nós, como um belo reconhecimento de um trabalho que se iniciou há mais de dez anos, em 2003, quando adotamos o MEG — modelo de gestão crucial em momentos de crise, quando é essencial não tomar decisões erradas que podem comprometer o futuro da organização e, também, da sociedade”, analisa Carlos Morassutti, vice-presidente de RH e Assuntos Corporativos da empresa.

Em uma trajetória rumo à excelência, no Ciclo do PNQ de 2008, a empresa foi Destaque em Processos e, em 2009, foi Premiada pela primeira vez. Repetiu a dose em 2012 e coroa a sequência de reconhecimentos da FNQ, neste ano, sagrando-se tricampeã. “Os resultados desse trabalho refletem-se em toda a organização e nos encorajam para um crescimento sustentável, no presente e no futuro”, diz Claes Nilsson, presidente do Volvo Group Latin America. “O olhar para o futuro deve ser permanente”, emenda Carlos Morassutti, deixando claro que o passado é história.

Liderança Com uma cultura voltada à promoção da excelência, a Volvo conta com o apoio de algumas ações de governança corporativa, como “O Jeito Volvo de Ser” e o Programa de Desenvolvimento de Liderança Volvo (PDLV), criado em 2001 e incrementado em 2012, que prevê ações de desenvolvimento coletivo e individual, capacitando as lideranças atuais e os líderes em potencial, por meio de cinco grandes áreas de competência: pensamento estratégico, liderança inspiradora, coragem e integridade, execução e autogerenciamento. “A liderança é um aspecto crucial em qualquer organização. Nós levamos isso muito a sério, daí o investimento enorme nos programas de desenvolvimento que mantemos internamente”, afirma Carlos Morassutti.

Estratégias e Planos Mesmo com as definições das estratégias com início na matriz sueca, as unidades organizacionais locais da Volvo definem seus indicadores de performance e seu planejamento dos negócios de forma independente. Em 2010, por exemplo, foi criado um projeto que estabeleceu as diretrizes do Grupo até 2020. Desde então, a organização passou por um processo de modernização e avanço tecnológico, em que o processo de definição dos indicadores é integrado ao processo de definição dos objetivos estratégicos.

Definido o Plano de Negócios da empresa e da área respectiva, o desdobramento chega ao nível individual, em que cada funcionário passa a ter responsabilidades alinhadas ao plano macro da companhia. “É preciso ter estratégias que nos levem ao futuro, sabendo que haverá percalços no caminho — como o momento que enfrentamos hoje —, mas jamais se deve perder o objetivo maior que se quer alcançar. Caso contrário você desiste, como pessoa, dos seus sonhos e, como organização, acaba falindo”, comenta Morassutti.

Clientes “Os clientes são a referência maior para os nossos negócios”, resume Morassutti, acrescentando que os produtos e serviços da empresa são desenvolvidos para satisfazer as expectativas mais exigentes. Com base nessa premissa, a organização busca a liderança em imagem da marca e satisfação dos clientes, tornando-se sinônimo de soluções para o transporte comercial.

No Brasil, a Volvo patrocina diversos projetos sintonizados com o novo programa de engajamento com a sociedade, além de várias outras iniciativas importantes para o desenvolvimento local, incluindo o apoio a crianças carentes, geração de renda para famílias que vivem perto das instalações da fábrica, programas educacionais para jovens, projetos de proteção ambiental e treinamento para motoristas de caminhão. Nesse contexto, são priorizadas quatro grandes áreas de atuação: segurança no trânsito e no ambiente de trabalho, sustentabilidade, educação e profissionalização.

Informações e Conhecimento Um dos principais valores da Volvo é a credibilidade, por isso, a informação que gera conhecimento é tratada na empresa com extrema atenção, a fim de contribuir para a construção da cultura interna da empresa. A publicação “O Viking”, por exemplo, é apenas uma de suas iniciativas, a companhia conta, ainda, com conteúdos interativos na internet, murais de recados e reuniões periódicas com os colaboradores.

A Volvo tem como grande diferencial o conhecimento que transita entre áreas e pessoas. Pensando nisso, o Grupo busca o desenvolvimento contínuo do seu capital humano e a disseminação do conhecimento produzido no presente, de forma a agregar valor ao negócio e a criar vantagens competitivas. Além disso, a empresa conta com um novo conceito de desenvolvimento interno em que algumas ações promovem o aprendizado real, destacando experiências diferenciadas e, muitas vezes, customizadas, geradas nos treinamentos corporativos.

Pessoas

De acordo com as principais pesquisas realizadas no Brasil, a Volvo figura entre as melhores empresas para se trabalhar. Os resultados nessas premiações refletem o respeito pelas pessoas, a energia e a paixão, descritos no “Jeito Volvo de Ser” e traduzidos no exercício das práticas e políticas de RH. Avaliado como benchmarking, o modelo de gestão de RH e Assuntos Corporativos do Grupo tem como foco do trabalho a disposição de ver as pessoas como o maior diferencial da organização. Entre suas estratégias de ação estão a diversidade, a promoção do desafio constante para novas formas de trabalho, o desenvolvimento de competências estratégicas para o negócio e a busca de sinergia entre as várias áreas da empresa.

Processos

A Volvo no Brasil segue as diretrizes dos macroprocessos da corporação global, mas orienta e estabelece os seus subprocessos de acordo com as particularidades locais. Considerada uma “escola” para o Grupo, a filial brasileira exporta conhecimento, principalmente técnico, sobre a forma de organizar a produção nas fábricas. O amadurecimento da iniciativa voltada à disseminação da Mentalidade Enxuta, resultou na criação do SIV (Sistema Industrial Volvo), que estrutura e formaliza a gestão de produção e propõe implantar conceitos, ferramentas e técnicas, visando atingir um desempenho superior. A partir da experiência brasileira, foi criado o VPS (Volvo Production System), implementado em várias unidades fabris do Grupo em todo o mundo.

Resultados

Os exemplos de melhorias implementadas nos últimos anos, desde que a Volvo se comprometeu com o objetivo de se tornar uma empresa Classe Mundial, são inúmeros. Entre a série de benefícios conquistados estão: o uso de referenciais comparativos, a gestão do capital intelectual, o maior alinhamento de indicadores de qualidade com os objetivos estratégicos da companhia, a definição de um modelo de aprendizado, o estímulo contínuo à inovação, a criação dos Conselhos de Excelência, a própria participação no PNQ e a criação de um prêmio interno de estímulo e reconhecimento às boas ideias, o Prêmio Volvo Inovação.

Mas a trajetória de sucesso não para por aí. Além disso, a companhia também se destaca pelos resultados em sustentabilidade, gestão de pessoas, o incentivo ao desenvolvimento de competências e o compartilhamento das realizações individuais e coletivas. “A busca pela excelência não tem fim, é constante. Alcançamos um excelente estágio, mas não podemos nos descuidar. Precisamos fazer a manutenção e estar, constantemente, buscando novas práticas. Porque o mundo muda a todo momento”, comenta Morassutti. “Por isso falamos do nosso trabalho sempre com um olhar para o futuro, desenvolvendo a empresa de forma sustentável”, finaliza.